top of page

Como posso agir para ter reajustes menores no Plano de Saúde?

O valor do plano de saúde é corrigido pela “inflação médica” — que é completamente diferente do IPCA ou outros índices da inflação geral. Cada plano calcula a variação dos custos médicos hospitalares nos últimos 12 meses, por grupo atendido.


São levados em conta no cálculo da “inflação médica” todas as consultas, internações, terapias, exames e outros serviços prestados. Isto é, quanto mais usarmos esses serviços de saúde, mais caro vai ficar o nosso plano. Outro fator destacado é que esta “inflação” vem aumentando entre 15% e 20%. Por quê? Porque a sinistralidade dos não-subsidiados foi maior em 2022.


Seguem os números dos não-subsidiados:


Dentre as razões identificadas, que resultou no percentual do último reajuste no plano Bradesco Saúde - Light, foi que durante a pandemia muita gente deixou de cuidar de outros aspectos da saúde, que seria atuar na prevenção. Isso provocou um aumento das emergências médicas, que é sempre um atendimento muito caro. O que estava sob controle antes da pandemia — como a hipertensão, a glicose, a próstata e outros — ficou para o segundo plano.


É lógico que não dá para ficar sem ir ao médico ou ao hospital, devemos fazer sempre quando preciso for, mas, dá para a controlarmos as condições que nos obrigam a ir a um médico.


No dia a dia, ter hábitos saudáveis, como por exemplo, se alimentar bem, praticar atividade física leve e constante, ter um sono de qualidade e manter uma boa relação com parentes e/ou amigos, podem evitar que muitas doenças aconteçam. Além, dos cuidados básicos, como controle contínuo da hipertensão, do diabetes, do colesterol e outros males, podem evitar a evolução para casos graves.


Também está sob nossa responsabilidade, organizar o uso dos serviços médicos. Procure primeiro o atendimento, em qualquer situação não-emergencial, um clínico geral ou médico de família. Ele vai fazer um exame clínico e, se for necessário, lhe encaminhar ao especialista correto. Isso reduz o custo para o plano de saúde.

Outra atitude benéfica no longo prazo é não ficar trocando de médico. Cada novo médico que você vai pode pedir uma bateria de exames que você já fez. E isso aumenta o custo do plano de saúde.


Uma orientação importante é observar as guias de exames, elas devem estar sempre preenchidas com os exames/consultas que estamos realizando, após esta verificação, assine. Esta simples atitude, evitará possíveis fraudes e consequentemente custos indevidos para o Plano. Guias em branco, não devem ser assinadas.


O plano de saúde é uma espécie de cooperativa: o dinheiro que você contribui deve ser suficiente para cobrir o seu atendimento médico e o mesmo para todos os participantes, sempre que realmente precisarem. Qualquer uso inadequado desse bem vai prejudicar a todos no próximo reajuste.


Cuidar disso está nas nossas mãos.

コメント


Posts Recentes
bottom of page