TJ do Rio suspende decreto que limitava a gratuidade dos idosos nos transportes

Os idosos maiores de 65 anos voltam a poder usar gratuitamente os transportes coletivos no município do Rio de Janeiro sem limite de viagens diárias. A decisão foi tomada pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio, que suspendeu provisoriamente a aplicação do decreto municipal 47.297/2020, que, desde março, limitava a gratuidade a quatro viagens diárias, sob a alegação de reduzir o contágio pelo novo coronavírus.

Ao interferir na liberdade de locomoção dos idosos, o decreto suprime prerrogativa constitucional que assegura a eles o direito de se deslocar gratuitamente em transporte público coletivo de forma ilimitada. Além de privar os idosos do direito de ir e vir, o decreto estabelece para isso um critério econômico discriminatório, ao diferenciar idosos mais vulneráveis, que fazem uso da gratuidade, dos demais membros da sociedade, inclusive os que possuem capacidade financeira para arcar com os custos da utilização dos mais variados meios de transporte. “Ou seja, utiliza-se de critério econômico sob o pretexto de proteger determinada camada da população”, escreveu o desembargador.

Posts Destacados
Posts Recentes
Procure por Tags
Siga
  • Facebook Long Shadow
  • Google+ Long Shadow

Telefones úteis

AAFBB: 3861-0700 e 2679-1921 
Asselight: 3285-2225 ou 98116-5908 
Associação Atlética Light: 2577-4434 
Braslight: 0800 024 4397 e 2211-7215 
COFEL: 2263-6643 
Funerária São Lázaro: 2273-1490 e 
3331-0310 
Grêmio dos Aposentados: 3176-0013

Light: 2211-7171 
Plano de Saúde AMIL: 2211-4871 / 4691 
Seguros de Veículos: 2211-4514 / 7451
Seguro de Vida (Assurê): 3974-3131 
SESI-RJ: 0800 0231 231 
Sintergia: 2233-6145 

Ou mande um e-mail para apbraslight@gmail.com

© 2011 Associação dos Participantes da Braslight – Geração de conteúdo: BP Comunicação